terça-feira, 10 de julho de 2012

 
                         Isabele, 16 anos


Ela tem uma história parecida, igual, semelhante a muitas meninas do Brasil.

Apareceu na minha vida por pura sorte minha.

Completa hoje apenas 16 anos e já acha que pode traçar seu próprio caminho.

Falta-lhe régua e compasso ainda.

16 é uma idade complicada e todo pai sabe disso.

Não sou um pai dos melhores, eu sei.

Passo pouco tempo com ela devido à luta pela sobrevivência.

Mas dormimos na mesma casa e - às vezes - no mesmo quarto...

Para ela não esquecer que sou seu protetor fiel.

Todo dia peço aos deuses do universo que nada estrague a vidinha dessa minha filha que ganhei um dia.

Há pouco tiramos esta foto aí em cima na pracinha aqui do bairro.

Vale mais que um bilhão de palavras.

Nem sei se ela vai ler isso aqui.

Acho que não.

Ela não entra no meu blog.

Ela vive no facebook e no seu mundo.

Não tem problema.

Não vai diminuir o meu amor por ela.

Isabele...forte como uma rocha.

Só eu e ela sabemos como é a nossa vida.

Seja feliz minha filha.

Um comentário:

Golby Pullig disse...

Ela deveria ler esse texto lindo. Faz propanda. No face. Usa estratégia de jornalista...rs..rs. Os filhos são meio distraídos mesmo. A gente precisa mostrar que está aqui. Força companheiro. De perto ninguém é normal e pais são sempre pais. Tenho certeza que mesmo errando, tu deve ser um dos melhores. Abraço fraterno.