sábado, 29 de março de 2008

A Interoceânica sai ou não sai?

O vídeo foi gravado durante viagem a Cusco, durante a Semana Santa.


As explicações do jornalista Grimaldo Taboada sustentam que o consórcio Conirsa, que reúne várias empresas [uma brasileira, inclusive] responsáveis pelo asfaltamento da rodovia que ligará o Atlântico ao Pacífico, passando no Acre, está ameaçado no governo Alan García.


O jornalista diz que a desculpa do governo peruano para a paralisação da obra ´é porque os preços estão altos e os trabalhos não estão sendo bem feitos’.


A outra desculpa de Alan García é que a estrada tem muitas curvas.


Grimaldo acusa o governo de seu país de querer descartar o consórcio Conirsa para ‘pôr as empresas de seu interesse’. Novidade...


No finalzinho do vídeo o som do serviço de bordo da empresa Aero Condor prejudica um pouco a compreensão do áudio, mas com algum esforço, ou mesmo um pouco de paciência dá para entender o que diz o jornalista que entrevistamos.
O jornalista Grimaldo é diretor do periódico 'Mi Frontera'. Ele o edita em Puerto Maldonado e imprime em Lima, capital do Peru. Sai mais barato, claro.


O vídeo demora 2min18s.


Veja e Ouça e tire suas conclusões.

quarta-feira, 26 de março de 2008

domingo, 23 de março de 2008

Peruanos irritados com García

Escrevi no post anterior que as máquinas estavam roncando a 100% na rodovia do Pacífico [não é bem assim], entre Assis Brasil-Maldonado-Cusco, esses dois últimos já em território peruano.

O governo Alan García está sendo responsabilizado pela paralisação das obras entre Puerto Maldonado e Cusco com o argumento de que a rodovia 'es muy cara'.

Entrevistei - fiz um vídeo, na verdade - com um jornalista peruano que faz a denúncia e afirma que as autoridades do Acre, especialmente, devem ficar atentas.

A conversa com el periodista aconteceu durante vôo para Cusco, onde estou agora, com minha Diana, passando a Semana Santa.

Devo postar o vídeo assim que chegue a Rio Branco, na segunda-feira, 24.

sexta-feira, 21 de março de 2008

A estrada para Puerto Maldonado

Estou no Peru. Eu e Diana decidimos vir para este país nesta Semana Santa.

Viemos de táxi até Maldonado, onde estamos agora.

São 8h e pouco e mais tarde vamos pegar um vôo da Lan Chile rumo a Cuzco. 30 minutos voando apenas.

A rodovia para Maldonado, saindo de Assis Brasil, está mais ou menos. Faltam ainda 8O km para a conclusão do asfalto.

Vi vários acampamentos. Os caras estão trabalhando.

Até final do ano a estrada estará quase concluída.

Esperamos.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Vida de pai...

Não é fácil. De mãe, também não.

Acabo de ir deixar o meu filho João Lucas, 16, em abril completará 17, no aeroporto, onde pegou um vôo da Tam rumo a Fortaleza, CE.

Confesso que quase o impedi de seguir viagem. Sempre achamos que os filhos ainda não estão preparados para sair pelo mundo, assim, sozinhos.

Quero estar errado e que dê tudo certo.

João Lucas foi passar o feriado prolongado na terra onde o sol reina o ano inteiro.

Que volte mais experiente e feliz.

terça-feira, 18 de março de 2008

Adeus, Dondom


Para quem não lembra Dondom era filho do já também falecido Alberto Pessoa, proprietário da 'Pensão do Alberto', casa de almoço e forró nos remotos tempos da década de 70 em Sena Madureira.


Dondom foi funcionário por muitos anos do Incra. No domingo teve um problema e foi embora.


Dondom jogou de lateral pelo Comercial, o melhor de time naquele período. E hoje ainda o é.


Solidariedade à família.
As estrelas da FP


O encontro aconteceu nesta segunda-feira, 17, numa sala da sede da Federação dos Trabalhadores da Agricultura - Fetacre.


O candidato à reeleição já tem nome: Angelim.


[fotos: Odair Leal]

A comissão de Frente

Ex-governador Jorge Viana

Senador Tião Viana

Deputado Edvaldo Magalhães

Governador Binho Marques

O candidato: Angelim


sábado, 15 de março de 2008

Que calor!!!


Rio Branco viveu hoje um sábado-sábado.

Forno de padaria produzindo pão perdeu para o calor da cidade.

E mais: a noite começou quente do mesmo jeito.

Tô torcendo por uma boa chuva.

Aquelas chuvas que fazem você pensar sobre tudo...inclusive sobre a chuva.

domingo, 9 de março de 2008

Manoel Braña 5.6

Diana, Isabele e eu fomos ao aniversário do Manoel Braña, sábado, 8, em Sena. Um aniversário simples, mas cheio de significados.

Cantamos os parabéns e ele apagou as 56 velinhas azuis.

Manoel fez até um pedido.

Clique aí embaixo e veja.


sábado, 8 de março de 2008

Mulheres especiais






Neste dia 8 de Março uma singela homenagem às duas mulheres do meio dia-a-dia. Diana e Isabele, que me suportam todos esses anos.


Também são especiais a minha mãe [Rda Braña] e a vó Beatriz, que se aproxima dos 90.


E parabéns a todas as mulheres do mundo.







quarta-feira, 5 de março de 2008

Tiago Neves e, ao fundo, o Do + Dó, igual a seis



Do(+)Dó son seis...e


Esse título não é meu, mas bem que poderia sê-lo.

Em verdade é o título do jornal Olé, de Buenos Aires, depois da goleada do Flu sobre o Arsenal, pela Libertadores nesta noite memorável de quarta-feira, 5.

Um trechinho do Olé, para deleite deles e muito mais da gente tricolor.

Em tempo: não assisti ao jogo [estava em aula], mas não precisava. Sei que foi lindo, lindo, com gol antológico de Dodô, que fez gol de PlayStation e serviu de inspiração porteña para a chamada do Olé.

Nem precisa traduzir:

[No sólo perdió, si no que también fue bailado, apabullado [agoniado] y, más allá del resultado abultado, la sacó baratísima.]

[El segundo tiempo fue un trámite, para el Flu... Arsenal fue tímido, sin desprotegerse: quería evitar un papelón mayor pero Dodó tenía más repertorio en su pierna derecha e inventó un golazo tremendo, de volea, a lo Zidane, para volver a romperse las manos. Luego, el local le hizo precio, levantó el pie del acelerador aunque llegó el quinto (asistencia, obvio, del enorme Dodó) de Washington y luego el sexto. Así se consumó la peor derrota del ciclo Alfaro (técnico.]

[Do más Dó son seis.]

Estou vendo o taipe. Me deliciando....!!!

segunda-feira, 3 de março de 2008

Quando as idéias passam longe

Estou vendo mais uma campanha eleitoral entrar em cena e, de novo, nada de idéias para melhorar a vida na cidade de Rio Branco.

Sinceramente, acho que o primeiro dever de casa de cada pretenso candidato é se preparar para saber o que pretende fazer caso venha administrar a capital do Acre.

Rio Branco é uma cidade atrasada em vários aspectos. Não temos água de qualidade, ruas dignas, saneamento eficiente, transporte rápido e acessível etc...etc.... A lista é enorme.

Reconheço, entretanto, que o atual prefeito tem feito um esforço grande para pôr a cidade nos trilhos. Mas para pôr a nossa cidade em ordem será preciso uns 15 a 20 anos de competentes administrações. Uma atrás da outra. Rio Branco nunca esteve nos trilhos.

Aí começa uma campanha – sem candidatos definidos ainda – e o que se vê é o disse-que-disse desqualificado e sem propósito.

O que vão fazer os ‘candidatos’ com a cidade de Rio Branco?

Para ser prefeito o pretendente tem que investir em si próprio. Tem que aprender sobre administração, orçamento, gestão pública, negociação [política, inclusive] e, principalmente, ter um projeto para a cidade.

Eu e um monte de gente queremos ver os candidatos falando sobre a cidade. Suas idéias para mudar, para melhor, a lugar onde vivemos.

Uma campanha eleitoral que começa sem idéias acaba sempre muito ruim....

...E quem perde sempre é a cidade.

domingo, 2 de março de 2008

Nine, a bailarina do Bolshoi

Até que enfim consegui publicar o vídeo que fiz com ela no começo do mês de fevereiro, em Vitória, ES.

Foi preciso ajuda do Dio para reduzir o tamanho, configuração etc...

Não deu para publicar aqui no blog, mas está em oestadoacre.com

É um vídeo amador, muito amador. Afinal de contas estou começando a fazer esse tipo de trabalho.

Se tiver tempo, veja aqui