sexta-feira, 30 de abril de 2010


Danielle Mitterrand e o prefeito de Xapuri, Bira.


Nostalgie...

...beaucoup de nostalgie!


Madame Miterrand sentiu saudades.


Danielle Mitterrand, a ex-primeira-dana francesa prestigiou o anúncio da pré-chapa da Frente Popular do Acre, neste 30 dia abril.


O fato em si é histórico.


Seu marido, o socialista François Maurice Adrien Marie Mitterrand, ou simplesmente François Mitterrand, fez história em seu país.


Foi o primeiro e até agora o único presidente do Partido Socialista da França. Foi Mitterrand, que governou a France por 14 anos, o líder político que foi capaz de abolir a pena de morte, em 1981.


E foi a sua viúva, a Madame Danielle Mitterrand que esteve nesta sexta num evento da esquerda ou, digamos, ‘da meio social democracia’ acreana.


Pode até parecer pouco, mas é simbólico. Quem imaginaria isso no Acre há algum tempo.


Madame Mitterrand disse ao governador Binho:


-Quando vi essa reunião, senti muita saudade das reuniões da década de 70 quando meu marido e a esquerda francesa se organizavam.


Os Mitterrand fizeram e fazem bem ao mundo.

segunda-feira, 26 de abril de 2010


Paolino em campo



A maior reserva moral - e religiosa - de Sena Madureira foi mais uma vez à luta nesta segunda-feira.


Só mesmo o padre mais querido do Acre para fazer as coisas mudarem.


Paolino ainda não é santo, mas faz milagres.

domingo, 25 de abril de 2010

[Cadernos de Sena]





Andando para trás


Sena Madureira parou no tempo? Eu mesmo respondo que não só parou, mas está andando para trás, o que é bem pior do que apenas parar no tempo.


Desde setembro do 2009, a justiça eleitoral decidiu afastar o prefeito eleito sob acusação de compra de votos que até agora não foram completamente esclarecidas. O processo chegou ao TSE, lá ficou e não saiu mais.


O Tribunal Superior Eleitoral, por razões óbvias - não sabe nem onde fica Sena Madureira e, talvez isso, justifique a demora em dar um fim na agonia que a cidade e sua população vivem.


O TSE, por outro lado, claro, sabe que Sena não é Brasília. Tanto que já resolveu o problema do Distrito Federal e lá um governo interventor assumiu e ponto final. E em Sena Madureira?
Ah, Sena pode esperar, devem pensar os ministros do nosso TSE.


Afinal de contas, o que é Sena Madureira para o TSE?


A terceira cidade do Acre (não dou nem mais 5 anos para que vire a sexta, sétima, caso continue no ritmo que vai) padece. Padece de política, de política com P maiúsculo, de atenção e de união de seus moradores, que não sabem o que fazer.


Quem visita a cidade sai de lá decepcionado. Nada acontece. As pessoas de bem do município estão cabisbaixas. Não veem perspectiva de desenvolvimento. E a cidade não reage.


Não reage porque não sabe como reagir, não tem lideranças capazes de arregimentar o povo, a juventude para debater um novo rumo. Aliás, Sena sofre com a falta de um projeto de cidade. Alguém sabe dizer que projeto de cidade se discute em Sena? Vou responder: nenhum.


Estou inaugurando nesta noite de domingo Cadernos de Sena, onde vou expor minhas ideias para o município que me fez gente e que um dia imaginei que pudesse se desenvolver e virar protagonista, novamente, da história do Acre.


E a primeira providência é unir o povo e olhar para a frente! Com olhos de grandeza e sem mesquinhez a fim de superar o atraso político que insiste em dominar a cidade.
Juruá


Acabo de chegar a Cruzeiro do Sul...


O calor tá daquele jeito...


Logo mais à noite vou postar um texto sobre a situação de Sena Madureira aqui mesmo neste bloguinho.


Espero abrir um debate sobre a cidade e sua agonia.

quarta-feira, 21 de abril de 2010



Freud explica


Uma coisa está visível nas andanças de Jorge Viana aos municípios do Acre.


O povo sente uma falta danada do jeito dele de lidar com a política.


É indiscutível.


Fala durante uma hora e ninguém mexe da cadeira.

domingo, 18 de abril de 2010



Bo-ta-fo-go


Meu pai, Almir, está em festa no Céu.


O Fogão dele é campeão do Rio 2010...


Desde 1910...!!!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

terça-feira, 13 de abril de 2010


A imprensa



O governador Binho Marques resolveu por lenha na fogueira e assunto por alguns dias na mídia acreana.


Declaração dele durante entrevista à rede Aldeia:


-A imprensa do Acre tem muita quantidade e pouca qualidade.


Por se tratar de uma declaração do governador, o assunto pegou alça e dominou os sítios da capital nesta terça.


Pessoalmente acho que Binho não deveria ter dito isso, embora ache que ele tenha boa dose de razão.


Mas a imprensa daqui é o resultado do que é o nosso Estado, com todas as suas coisas boas e mazelas conhecidas.


Por isso, sinceramente, penso que o governador poderia relevado esse assunto.


Sua declaração tem peso e já causou um mal-estar no meio.


Ainda mais no meio do campo minado da antessala das eleições.


Agora vou repetir o que já escrevi há algum tempo:


Tem que ser Muito Binho para falar certas coisas.

segunda-feira, 12 de abril de 2010


Domingo na Arena



Em companhia do professor Robinson Braga fui ver a rodada dupla do Campeonato Acreano de Futebol neste domingo, 11.


Foi melhor do que esperava.


No primeiro jogo, o Nauas, do Edvaldo Magalhães, venceu por 2 a 1 o Juventus [aquele da lambança dos 0x7 contra o Galo Mineiro].


A segunda partida foi melhor tecnicamente.


O Rio Branco venceu por 4 a 2 - se não estou enganado - o ‘Consórcio do Alto Acre.’


É assim que é chamada a equipe formada por Brasiléia, Xapuri, Assis, Epitaciolândia e Capixaba.


Durante os jogos eu e o professor trocamos idéias:


Os atletas locais precisam melhorar no quesito atlético.


Robinson sugere - e eu achei muito boa sugestão - uma parceria com a UFAC para avaliar física e clinicamente os nossos jogadores. Tirar o sangue, ver como anda o coração, etc...


Quantos jogadores locais passariam num teste de avaliação física numa equipe profissional de verdade?


É preciso conhecer por dentro os atletas que disputam o Campeonato Acreano.


Vândalos


Continuo achando que a Arena ainda é o melhor estádio para se ver futebol no Brasil.


Porém, já temos alguns aprendizes de marginais dando expediente nos dias de jogos.


Dois deles, infiltrados dentro da ‘organizada do Estrelão’, soltaram duas bombas de médio para alto impacto que poderiam ter tido conseqüências mais graves neste domingo.


O que poderia acontecer se uma mulher grávida tivesse por perto...?


Liguei para um amigo dentro do gramado e pedi a ele que avisasse a segurança. Disse até quem eram os delinqüentes.


Pelo que vi, a segurança ainda é amadora e não conseguiu pôr as mãos nos falsos torcedores.


Ordem escolar e familiar


Os banheiros da Arena já começam a sofrer com os incivilizados. Equipamentos quebrados [recipientes onde se põe o sabão para lavar as mãos] e a sujeira dando o ar da graça.


Mas isso não é tão difícil de resolver.


Segurança frouxa


Ora, se os dois delinqüentes que já me referi conseguiram entrar com bombas dentro da Arena por que outros não podem entrar com outros tipos de arma.


Eu mesmo entrei com os óculos dentro do estojo [do tamanho de um revólver] e passei com a maior tranqüilidade pela bilheteria sem ser questionado pelo volume no bolso.


Se fosse um mal intencionado?


Um detector – ou uma revista - não seria pedir demais...


Vendedores e não


Grande parte dos torcedores que vai à Arena não dá a mínima para a preservação do espaço público.


Pisam nas cadeiras de segundo em segundo como se não fossem cadeiras onde pessoas vão sentar.


Inclusive agem assim os vendedores autorizados pela administração.


Sugestão: uma boa reunião com os vendedores.


Com os expectadores, sugiro orientação e a fiscalização.


Renda, público


Não vou questionar a renda e o público, embora ainda não tenha conseguido entender os números que são divulgados.


Para ficar apenas no público, acho que tem muita gente entrando de graça na Arena. E gente que pode pagar.


Sugestão final


Por que não organizar caravanas de escolas e instituições que cuidam de crianças e adolescentes [adultos também] para assistirem aos jogos aos domingos?


A Arena ficaria mais cheia de gente e mais bonita aos domingos.


Além de que o Estado ajudaria essas pessoas a quebrar a rotina com uma atividade que só os ajudaria a viver um pouco mais felizes.


E viva o futebol!

quarta-feira, 7 de abril de 2010


Seu Hilário



Um policial diferente...


Conheci-o ainda menino em Sena quando por lá prestou seus serviços...


Um policial civilizado...


Fino até...


Não se conhece uma única reclamação contra ele na polícia.


Hilário era da geração do meu pai.


Uma geração que começa ir embora.


[Minha solidariedade ao Wílpido, Socorro, Ranier e à dona Safira]


Carro nacional...


Mais uma tentativa...


Tomara que dê certo.



segunda-feira, 5 de abril de 2010


Sexo...folga!


Até os motéis levaram a sério a Páscoa neste 2010.


Este, por exemplo, pôs uma placa com os dizeres:


'Fechado, Dia Santo'.


Fazer o quê, né?!

sexta-feira, 2 de abril de 2010


Guarda Generoso...Implacável
!


Entre os colegas guardas da Ciatran ele é tido como ‘Caxias’, incorruptível e ninguém escapa de uma multa se incorrer em infração de trânsito na capital.


Em verdade, o guarda Generoso é um servidor público que cumpre a Lei e ponto final. Tudo ao pé-da-letra. O Código de Trânsito é a sua Bíblia.


É tudo também o que o Detran e o Estado mais gostam na vida: arrecadar.


Generoso não aceita nem tolera desculpas de motoristas infratores.


O guarda Generoso, dizem seus amigos, não perdoa nem os parentes com erros ao volante.


-O Generoso multa até a filha dele se tiver errada – diz um agente do juizado de trânsito que o conhece e o admira.


-Dizem até que ele já multou a si próprio, de tão rigoroso que é – revela outro colega da perícia.


Então, tá avisado:


Não brinque no trânsito, pois o Generoso pode aparecer a qualquer momento.


E aí vai doer no bolso.